Notícias Recentes

Edgecore Networks introduz rede aberta de 400G

5:14 PM Add Comment
A Edgecore Networks, líder em rede aberta, anunciou hoje sua contribuição para o Open Compute Project (OCP) com o projeto de um switch de centro de dados Ethernet de 400 gigabits (400G), o primeiro projeto aberto de 400G do setor, que permitirá que operadoras de redes públicas e privadas aumentem drasticamente a capacidade de suas infraestruturas.


"Há quatro anos, a Edgecore contribuiu com o primeiro produto de rede OCP-ACCEPTED™ do setor, um switch top-of-rack de 10G", comentou George Tchaparian, diretor executivo da Edgecore Networks. "Desde então, já contribuímos com mais de 15 projetos de produtos de rede à medida que a tecnologia e as implantações de rede aberta aumentaram para incluir estruturas de centro de dados de 25G/100G, switches de interconexão de centro de dados 'deep-buffer', infraestruturas de acesso a provedores de serviços, chassi modular aberto e redes de campus/filiais/sem fio. Agora, a Edgecore está lançando o primeiro switch de rede aberta de 400G do setor, permitindo que as operadoras de rede possam atender à crescente demanda por capacidade de rede, além de aumentar 40 vezes a largura de banda dos switches de rede aberta ao longo dos últimos quatro anos."

A Edgecore está contribuindo para o OCP com o pacote de projeto e especificações do switch de rede aberta AS9716-32X, que oferece 32 portas QSFP-DD, cada uma com capacidade de operação em 400G em formato 1U. O switch AS9716-32X é baseado na série de switches Broadcom StrataXGS ® Tomahawk™ III e incorpora um processador plano de controle Intel ® Xeon ® Processor D.

"Provedores de serviços de nuvem em hiperescala foram pioneiros na adoção de equipamentos certificados para o OCP, com CSPs de telecomunicações e de nível 2 agora avançando para implantações de escala com os melhores fatores determinantes, como personalização, eficiência energética e redução de custos", declarou Cliff Grossner, Ph.D., diretor sênior de pesquisa e assessor de práticas de pesquisa de centro de dados e nuvem da IHS Markit, um provedor global de informações comerciais. "As remessas de produtos de portas de switches Ethernet DC 400GE terão início em 2019, e prevemos que a receita alcance aproximadamente US$ 1,6 bilhão até 2022, assinalando uma forte necessidade de comutação Ethernet 400GE. A contribuição da Edgecore com seu projeto de switches de 400G para o OCP é uma indicação de que a comunidade do OCP está avançando para atender a essa necessidade."

Como acontece com todos os switches de rede aberta da Edgecore, o modelo de 400G é compatível com padrões de software do OCP, inclusive ONIE, Open Network Linux, a API de monitoramento óptico aberto (Open Optical Monitoring, OOM) e a API de gerenciamento de hardware da Redfish. A Edgecore trabalhará com parceiros de software comercial e comunidades de software aberto para oferecer opções de sistemas operacionais de redes (Network Operating System, NOS) de código aberto para o switch de 400G.

Liderança da Edgecore em rede aberta

O switch de 400G de rede aberta AS9716-32X da Edgecore estará em exposição na Cúpula do OCP dos EUA, realizada na cidade de San Jose nos dias 20 e 21 de março. Além disso, as seguintes soluções com parceiros de rede aberta líderes da Edgecore serão exibidas na Cúpula do OCP e na Cloud Expo Europe, em Londres nos dias 21 e 22 de março:

  • O primeiro roteador de torre de células do setor projetado como um produto de rede aberta, atendendo aos padrões de unidade externa e NEBS para redes backhaul móveis;
  • Comutador 100G "deep-buffer" de alta densidade, projetado para levar benefícios de rede aberta às redes de agregação de provedores de serviços;
  • O transponder de pacote aberto Cassini AS7716-24SC, que integra a comutação de pacotes de 100G e portas ópticas coerentes, exposto no estande da Edgecore e demonstrado pela IP Infusion com o seu SO de rede OcNOS™;
  • O terminal de linha óptica (Optical Line Terminal, OLT) de rede óptica passiva (Passive Optical Network, PON) de 10G virtual ASXvOLT16, projetado em conformidade com as especificações Open XGS-PON 1RU OLT da AT&T, contribuiu para o grupo de trabalho de telecomunicações do OCP;
  • O switch de rede aberta de 100G AS7816-64X OCP-ACCEPTED™, com 64 portas de 100G, é baseado na série de switches Broadcom StrataXGS Tomahawk II, compatível com opções SONiC e de software comercial; e
  • Os pontos de acesso Wi-Fi aberto, cujos projetos a Edgecore contribuiu para o OCP e que estão alimentando a rede da Cúpula do OCP, com software NOS de redes Mojo demonstrando redes Wi-Fi aberto em escala.
Citações de apoio

"A Edgecore fez importantes contribuições para o OCP Networking Project, que começou há quatro anos com o primeiro switch de 10G aceito pelo projeto e evoluiu através de projetos de switch de 40G e 100G, além de uma plataforma modular que aceita até 512 portas de 100G e pontos de acesso Wi-Fi aberto. Damos boas-vindas à nova contribuição do projeto de 400G da Edgecore, que disponibilizará a próxima geração de desempenho de rede aberta para a comunidade."
Omar Baldonado e Scott Emery, colíderes do OCP Networking Project


"Temos a satisfação de ver a Edgecore lançar o switch de rede aberta de 400G e de compartilhar o projeto com a comunidade OCP para adoção do mercado de massa. Isso demonstra claramente o rápido ritmo de inovação de hardware de switches whitebox, oferecendo o melhor desempenho a preços competitivos. Esperamos ansiosamente certificar este switch para Open Network Linux e integrá-lo em nossos produtos de estruturas SDN para suportar casos de uso de 100G/400G emergentes em redes na nuvem/SAAS, deep learning e computação de alto desempenho."
Prashant Gandhi, diretor de produtos da Big Switch Networks


"À medida que as exigências das redes continuam aumentando, é importante contar com empresas como a Edgecore, que contribuem para o OCP com o objetivo de garantir a inovação e expansão das redes. Estamos entusiasmados para ver a contribuição da empresa com o switch de rede aberta de 400G e esperamos ansiosamente continuar impulsionando a adoção de infraestruturas abertas na rede."
Josh Leslie, diretor executivo da Cumulus Networks


"Durante anos, a Finisar tem fornecido tecnologia óptica a operadoras de rede para permitir implantações de redes abertas de alto desempenho. Colaboramos com a comunidade OCP para melhorar a capacidade de gerenciamento de rede aberta através do desenvolvimento da API de OOM. Temos ainda o prazer de trabalhar com a Edgecore para permitir que as operadoras de rede implantem switches de 400G com óptica Finisar com o objetivo de habilitar redes de alta capacidade."
Vipul Bhatt, diretor sênior de marketing, Finisar Corporation


"A IP Infusion tem a grande satisfação de trabalhar com a Edgecore no novo switch de 400G de rede aberta à medida que observamos uma maior procura por capacidade de rede. Temos trabalhado com a Edgecore para apoiar redes desagregadas, não apenas em centros de dados e interfaces de controle de tela (Display Control Interface, DCI), como também em outras áreas, como acesso e agregação. O novo switch de 400G ajudará as operadoras de rede a expandirem facilmente suas capacidades de rede enquanto usam as mesmas funcionalidades de SO de rede aberta do OcNOS da IP Infusion."
Atsushi Ogata, presidente e diretor executivo da IP Infusion


"A Edgecore tem sido líder comprovada em rede aberta desde a concepção do OCP e, com este projeto de 400G líder no mercado, ela continua sendo a força motriz e a primeira escolha em hardware aberto. A parceria da SnapRoute com a Edgecore e nossa plataforma de microsserviços de rede líder no setor oferece a operadoras a capacidade de concretizar todo o potencial da desagregação e impulsionar sua própria inovação com ferramentas padrão de operações de desenvolvimento do setor."
Dom Wilde, diretor executivo da SnapRoute

Sobre a Edgecore Networks
A Edgecore Networks Corporation é uma subsidiária integral da Accton Technology Corporation, fabricante original do projeto (Original Design Manufacturer, ODM) líder de redes. A Edgecore Networks oferece produtos e soluções de rede com e sem fio por meio de parceiros de canal e integradores de sistemas em todo o mundo a clientes de centros de dados, provedores de serviços, empresariais, além de pequenas e médias empresas. A Edgecore Networks é líder em rede aberta, oferecendo uma linha completa de pontos de acesso Wi-Fi aberto, transponders de pacotes, OLTs de PON virtuais e switches OCP-ACCEPTED™ de 1G, 10G, 25G, 40G e 100G que oferecem a escolha de software SDN e NOS comercial e de código aberto. Para obter outras informações, acesse www.edgengroup.com.

Todas as marcas comerciais, de serviço, registradas, e/ou marcas de serviço registradas pertencem a seus respectivos proprietários.
© 2018 Edgecore Networks. As informações descritas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. A Edgecore Networks não é responsável por erros técnicos ou editoriais, tampouco por omissões contidas neste instrumento.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com:
https://www.businesswire.com/news/home/20180321005946/pt/

Contatos para a mídia: 
Latam
Victor Fernando Proscuchin
victor_proscurchin@edge-core.com
+55 11 97622 2637

ou
Edgecore Networks
América do Norte: 
Bill Burger, 1-508-485-5193 
bill_burger@edge-core.com 
ou 
Europa: 
Mark Basham, 44-(0)7595 849142 
mark_basham@edge-core.com 
ou 
Ásia:
Lucille Lu, 886-3-505-3674
lucille_lu@edge-core.com

Fonte:
BUSINESS WIRE

Delta Cable conquista título de Distribuidor Master Edgecore para LatAm

9:58 AM Add Comment
Distribuidora brasileira, atuante também nos Estados Unidos, alcança nova fase em relacionamento com fabricante

Conhecida mundialmente, a Edgecore é líder na fabricação de switches de alta performance para Core, Data Centers e Metro Ethernet e oferece um leque de soluções completo, atrativo e de alta qualidade.

Apostando ainda mais no desempenho de sua parceira, a Delta Cable alcança um novo patamar no relacionamento com a fabricante, passando a distribui-la a nível LatAm.

Focada em soluções de networking, enterprise e open switch, a Edgecore agora pode contar ainda mais com a capacidade logística, experiência e força operacional da Delta Cable para atender esses mercados.



Esta nova fase promete aumentar muito a competitividade da distribuidora brasileira, tanto por compras feitas no Brasil, quanto nas compras feitas via Miami – com a Delta Cable Americas (DCA) – a qual focará diretamente no mercado LatAm.

A distribuidora – que está ampliando seu estoque para atender subdistribuidores e revendas da América Latina – contará com equipamentos das linhas Open Switch, L3, L2 e Web-Smart.

Com warehouse nos Estados Unidos e com sua equipe de engenheiros altamente capacitada, a Delta Cable atenderá aos mais diferenciados projetos em todo o território latino.

Em projeto inovador, CFL constrói o SC401 Square Corporate - o maior e mais inteligente centro empresarial do sul do Brasil com distribuição Delta Cable

5:05 PM Add Comment

Contemplando 40 km de cabos ópticos e solução PON LAN Laserway Furukawa e sistema de automação Software House CCURE BMS, a Delta Cable, em parceria com a Smart Homes, conquista o primeiro case da América Latina com tão ampla automação de edifício





FLORIANÓPOLIS /SC - Presente no mercado imobiliário desde 1993, a CFL tem ampla atuação nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Com foco em empreendimentos de alto padrão, características como qualidade, sofisticação, inovação e modernidade são primordiais em todos os projetos.

No recém lançado SC 401 Square Corporate ao norte da ilha de Florianópolis, a CFL aposta em inovação, sustentabilidade, qualidade e valorização de cada ambiente oferecido, apresentando ao mercado o maior e mais inteligente centro empresarial em harmonia com a natureza do sul do Brasil.
O projeto do SC 401 teve início em 2010, com a compra do terreno localizado na rodovia que dá nome ao empreendimento e que faz a conexão entre o centro de Florianópolis e o norte da ilha. Com mais de 154 mil metros quadrados, 70% de sua área continua preservada, o que inspira sustentabilidade desde sua base.
Foto: Divulgação | Rogério Amendola
A Delta Cable, distribuidora de alto valor agregado e a Smart Homes, integradora especialista em automação residencial, foram as escolhidas para suprir toda a necessidade tecnológica do SC 401 Square Corporate.

Luiz Rosa, Gerente Comercial Delta Cable, conta sobre a atuação da distribuidora desde o primeiro contato com o integrador e com o cliente final. “A Delta Cable é um distribuidor de valor agregado – a nossa equipe comercial está altamente focada em prospecção. Identificamos a obra, marcamos a reunião com o engenheiro e junto com a Smart Homes começamos a analisar o projeto” finaliza.

O empreendimento da CFL caracteriza um dos maiores cases de Laserway Furukawa no Brasil – com 40 km de instalação de fibra, e o primeiro case da América Latina de CCURE BMS da Software House. Com uma rede óptica segura e bem estruturada e com a automação proporcionada pelo software, a atuação de todos os periféricos instalados foi maximizada e já preparada para uma possível expansão no futuro.


O desafio

Com um grande projeto, vêm grandes desafios. Como a idealização do empreendimento nasceu sete anos antes de sua implementação, muitos detalhes – principalmente tecnológicos – tiveram que ser atualizados e adaptados. “Esse projeto estava previsto com uma tecnologia que já estava ultrapassada. No momento em que nós chegamos, já tinha uma tecnologia mais avançada no mercado, inclusive com um custo benefício melhor. Então nós apresentamos a solução e evoluímos no projeto até a conclusão dele” comenta Dalmir Seemann, Gerente de Produtos Delta Cable.


Leandro Canello, Consultor de Vendas Delta Cable ainda complementa: “A infraestrutura implementada é totalmente voltada para o mundo sustentável. Pegamos um projeto com uma tecnologia de cabeamento metálico e modulamos isso para a tecnologia Laserway da Furukawa – que ocupa menos espaço físico dentro do empreendimento e, consequentemente, utiliza menos cabo. Inclusive, com essa tecnologia, conseguimos diminuir o consumo de energia do empreendimento em até 80%” conclui.

Além da modernização tecnológica em si, um grande desafio também foi poder concretizar o primeiro case de CCURE BMS da América Latina com sucesso. Guilherme Angeloni, Engenheiro Diretor Smart Homes comenta: “o maior desafio dessa obra na verdade foi pegar uma tecnologia nova, adquirir o conhecimento e colocar ele em prática com vários conceitos novos. Então, no final das contas, conseguimos trabalhar com diversas disciplinas de forma integrada e um projeto no final entregue em plenitude” diz.

As soluções instaladas

A Laserway Furukawa surge como uma solução para quem deseja conectividade IP convergente em ambientes de cabeamento estruturado a partir de tecnologia GPON.

A tecnologia apresenta diversas vantagens essenciais para quem busca uma relação custo benefício: pode reduzir em 69% a utilização de cabos, além de apresentar vida útil do canal no mínimo cinco vezes maior. Além disso, é uma tecnologia verde – com potencial a chegar a 87% menos consumo de plástico e 70% menos consumo de energia, ocupar 33% menos o rack, 89% menos metros quadrados de sala técnica e 95% menos portas de ativos.
Com isso, Laserway traz ao empreendimento uma redução significativa de CapEx ao oferecer uma infraestrutura mais simples em todas as áreas do cabeamento, além de uma redução significativa de OpEx, oferecendo menor consumo de energia, menor custo de operação e menor custo de manutenção.

Paulo Fernando Rocca, Key Account Manager LatAm da Furukawa Electric, reitera a importância da fibra óptica. “Hoje não tem nada mais veloz que a fibra. A fibra óptica está dominando o mundo. Para se ter uma ideia, hoje com o que se tem de fibra instalada no mundo, dá para ir cinco vezes a lua e voltar”. Paulo ainda completa: “Laserway é a base da rede – CFTV, acesso, automação. Tudo o que controla esse empreendimento é segurado pelo Laserway, a base dele é o Laserway” diz.

Já a solução CCURE BMS, da Software House by Tyco Security Products, é um sistema de gestão de edifícios que promove a automação de todos os sistemas instalados no prédio. Com ele é feito todo o controle em tempo real dos periféricos, tais como controle dos sistemas hidráulico e de esgoto, preventivo de incêndio, controle de acesso, controle de elevadores e distribuição de energia elétrica.
O software é escalável, flexível e eficiente e reduz custos e impacto ambiental de forma significativa, além de garantir a resolução de problemas e conformidades regulatórias sem complicações, e apresentar a capacidade de se adaptar a diversas arquiteturas de computação.

O SC 401 Square Corporate é o primeiro case da América Latina de CCURE BMS. Angeloni comenta: “a grande inovação desse prédio é que nós conseguimos integrar todas as disciplinas não só na mídia, mas também na parte do software. Então temos uma plataforma de segurança que trabalha integrando incêndio, controle de acesso, câmeras, automação, tudo em cima da mesma plataforma da Tyco. Com isso podemos dizer que foi um prédio totalmente integrado e inteligente” pontua.

Angeloni ainda complementa sobre a integração entre as duas principais tecnologias do empreendimento. “Em cima da fibra óptica Laserway, trafegamos todas as disciplinas do prédio de tecnologia. Incluindo então a parte de imagem – das câmeras de segurança, os dados – que são a automação, e a rede e a voz – que são a telefonia e interfonia do prédio. Tudo usando a mesma mídia, que é a fibra óptica, de ponta a ponta” finaliza.


Neste projeto, a Delta Cable foi além. Dalmir Seemann comenta: “nesse único empreendimento a Delta Cable pode utilizar 80% de seu portfólio. Uma coisa interessante de pontuar, é que parte dos equipamentos que nós vendemos nesse empreendimento nem estava em nosso portfólio. Nós fomos buscar a solução para atender em 100% a necessidade da demanda do projeto” diz.

Além do software de automação e cabeamento, foi também implementado o software CCURE 9000, também da Software House; detecção de incêndio Simplex; mais de 160 câmeras Hikvision; equipamentos ativos Edge-Core; NVRs e VMS Exacqvision; catracas e torniquetes Digicon e mais de 90 leitoras HID.

O saldo

Mesmo com alguns desafios, a implementação dos equipamentos foi um sucesso. Delta Cable e Smart Homes trabalharam em conjunto e com auxilio das fabricantes a cada demanda apresentada pela CFL. “Com a implantação agora concluída, adquirimos bastante know how para aplicar em outros empreendimentos. É bastante satisfatório ver o projeto final e o cliente satisfeito. Fazer uma coisa tão inovadora, que não tínhamos nem base para fazer cópia de nada, tivemos que realmente aprender e fazer do zero muitas das coisas que foram implantadas aqui, então dá satisfação ver um trabalho inovador pronto”, explica o Diretor da Smart Homes.

Foto: Divulgação | Rogério Amendola
Para Dalmir Seemann, a distribuidora reforçou ainda mais seu comprometimento e alcançou maior amadurecimento de equipe ao assumir um projeto de tamanhas proporções. “Com este desafio conseguimos colocar em prática toda a teoria em relação a um projeto 100% integrado, embora já tivéssemos estes subsistemas instalados em empreendimentos isolados. Sem dúvidas a equipe está pronta para desenvolver com tranquilidade projetos ainda maiores e de completa integração para todas as demandas” diz.

Sobre o resultado final, Ricardo Saldanha demonstra a satisfação da CFL. “Nós estamos muito satisfeitos com o resultado final do trabalho. Pelo que me consta, existe 40 km de fibra óptica instalada aqui dentro – está entre os maiores projetos instalados no Brasil e isso nos deixa também bastante orgulhosos” finaliza o empreendedor.

Texto por Leticia Strivieri Moreira